O que considerar no momento de fazer o seguro de vida

planos de seguros

O brasileiro não tem o costume de contratar um seguro de vida segundo dados fornecidos pelo Grupo BB Mapfre. E aqueles brasileiros que possuem tal benefício, na verdade não estão cobertos de acordo com sua real necessidade. A maioria, inclusive, simplesmente aceita o plano de seguro oferecido pela empresa onde trabalha ou, pelo gerente do banco, sem se interessar pela cobertura que tal plano oferece.

Como fazer um seguro de vida

O primeiro passo para quem pretende ter um seguro de vida é encontrar um corretor de seguros. Este corretor deverá ser capacitado para lhe oferecer o que realmente você precisa, conhecendo suas necessidades e lhe demonstrando diversos tipos de planos que deverão corresponder ao seu estilo de vida.

Quanto eu posso pagar por um seguro de vida?

Para escolher o valor correto do seguro de vida para você e também para a sua família, realize antes de mais nada, um planejamento financeiro. Pondere então, suas principais necessidades, seu orçamento doméstico, as despesas com a educação dos seus filhos e, um inventário. O inventário é importante, principalmente, em caso de morte por acidente.

Caso você tenha outros dependentes na família como, sogros, ou inválidos, considere calcular os gastos que você tem com eles também, durante o cálculo do orçamento familiar.

Calcule também os gastos com o estudo de seus filhos com o passar dos anos, principalmente se eles ainda forem pequenos. Acontece que, durante toda a vida deles, é possível que seja necessário um gasto de mais de 200 mil reais, até a formação de cada um deles na faculdade.

Se você possui imóveis quitados ou em construção, faz bem relatar ao seu corretor. Imóveis em construção aumentam o seu risco.

Faça a revisão do seu seguro de vida periodicamente

Sempre que houver nascimento na família é necessário realizar a revisão do seu seguro de vida. Além disso, com o passar dos anos, o valor passa a ser reajustado pois a idade avançada aumenta os custos com a saúde e o risco de morte. Por este motivo, convém rever a cobertura do plano para que correspondam às suas reais necessidades.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *